Portal da Família ORIONITA NO BRASIL
isntitucional
Portal da Família ORIONITA NO BRASIL

TESOUROS ESPECIAIS

TESOUROS ESPECIAIS

A ARTE DOS DONS ESCONDIDOS

Impossível não gostar de crianças. Mais impossível ainda não gostar de crianças especiais. Através delas  chegamos ao coração de Cristo. Foi com grande alegria que participamos dos 25 anos da TV Claret através de festas e programas especiais.

Bem, tudo começou quando a Merlene ligou:

- Nós da TV Claret queríamos fazer uma festa para as crianças deficientes,  como parte de nossas comemorações do jubileu.

- Vamos pensar em algo com as nossas crianças e voltamos a falar.

Claro que precisamos falar com nossas equipes de batalha. Sem  nossas equipes (ensaio, logística, cenário, som, figurino) nem sonhamos fazer nada. Em seguida todos começaram a pensar em como fazer algo muito bonito para embelezar a vida, e marcar com mais um evento inesquecível o jubileu da TV Claret.

Assim, começamos a nos movimentar para fazer uma festa-show-exposição com as crianças especiais da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, Bom Jesus e outras paróquias da cidade. Com essas equipes maravilhosas formada pelo Silvio e Cida Govone (logística), Cidinha, Waldir, Beth, Toninho e Taniara (cenários), Suely (figurino) e Marquinho Muniz (som), Nanci, Janaina, Ilse e Estela (ensaios)  Keyla, Bruna (maquiagem) e... inclusive nós dois. Contando com o apoio do Padre Cândido, sempre presente nestes momentos.

Primeiro as crianças fizeram trabalhos de pintura e cerâmica sob a batuta da Josi, artista ceramista,  e colagem com a  Maria Antônia. A exposição fica até o fim de ano na TV Claret. Trabalhos lindos. Toda a paróquia trabalhando, trabalhando... mas feliz.

Convites são feitos e distribuídos. Os familiares da garotada ajudam em tudo e finalmente, depois de pouco tempo, mas muitos ensaios, chega o dia tão esperado da grande apresentação.

Tivemos o início com o Irmão Helly, momentos litúrgicos, apresentação dos artistas, uma entrada triunfal das crianças, lembrando sempre que elas são especiais, quer dizer, valorosas. Um vídeo feito pela Nanci  mostra os ensaios e as obras de arte.

Daí nossos Tesouros começam a mostrar sua  versatilidade. Primeiro Paulinha e Rosana com músicas havaianas, depois a Ana Deise e o Murilo. Mozart fala em nome da Paróquia e dá  boas vindas para todos. Poliana nos recebe em nome da TV Claret, mostrando como uma parceria pode dar certo e Pedrinho dança a inesquecível melodia do filme Cantando na Chuva. Aplaudidíssimo.

 

Prof. Silvio Govone fala em nome da equipe da organização do evento. Mário e Juliana dançam a famosa Nega Maluca, e convida o público para bater palmas, aplaudir e cantar juntos. Padre Cândido fala em nome de todos os padres e honra seu codinome Anjo da Alegria. Segue-se a dança do palhaço, com Janaina puxando as crianças para um maravilhoso final.

 

Merlene, Padre Cidinho, Pe. Alcimar e o sorridente Luís Guilherme, em sua cadeira de rodas cortam a fita simbólica. Está aberta a exposição.  Vlada entrevista as pessoas e faz um documentário. Hão de se perpetuar estas memórias.

Segue-se uma festa de confraternização. Não podia faltar o velho algodão doce, que alegrou nossas festas infantis e, tantos, tantos, sorvetes.

Noite inesquecível. Momentos marcantes de alegria. Nosso Santo Orione deixou um legado, que neste espetáculo se concretizou: quando lapidamos com amor estas crianças especiais, elas reluzem mais que os astros do céu. Ficamos encabulados quando contemplamos estes garotos especiais. Como diz o ditado:  "Eu que vivia reclamando por não ter sapatos, vi sorrindo uma criança que não tinha pés".

No meio das apresentações, com tanta beleza na dança, tanto ritmo nas danças, tanta leveza nas vozes, nos perguntávamos quem eram os deficientes. Sentimo-nos pequeninos diante de tanta grandeza. Paramos de buscar nos  outros os nossos padrões, tidos vaidosamente como modelos de perfeição.

Abraçamos todos que fizeram deste gesto de amor, momentos de puro encantamento. Onde tem criança, tem esperança e onde tem crianças especiais, tem amor demais.

 

 

Pe. Antônio S. Bogaz (orionita), doutor em Filosofia, Liturgia e Sacramentos e

Teologia Sistemática - Cristologia

Prof. João H. Hansen, doutor em Literatura Portuguesa e

Ciência da Religião e Pós-doutor em antropologia


"Fazer o bem sempre,

o bem a todos e o

mal nunca e a ninguém"

São Luís Orione

Mais do Orionitas no Brasil

 

Orionita Brasil nas Redes Sociais
 
 .     

Copyright © Orionitas Brasil na Web