Portal da Família ORIONITA NO BRASIL
isntitucional
Portal da Família ORIONITA NO BRASIL

A CAVALGADA ENTRE SONHOS E DEVOÇÃO

ENTRE SONHOS E DEVOÇÃO

A CAVALGADA  WOLF

E de repente, que não era tão de repente assim, pois foi amplamente estudado, estávamos com uma equipe enorme, fazendo cenas especiais na maravilhosa cavalgada do Sr. Moacir Wolf, para o filme que será rodado somente em janeiro.

Vamos explicar um pouco. Nossa equipe da Paróquia Saúde, vai filmar a vida do nosso primeiro santo canonizado, Frei Galvão, a pedido das irmãs Concepcionistas, dos  devotos e tantos fiéis gostam imensamente deste nosso querido santo. Frei Galvão é conhecido, também, por ter construído um dos mais famosos mosteiros do Brasil, o Mosteiro da Luz, na cidade de São Paulo.

  No dia de Nossa Senhora Aparecida teve uma cavalgada em homenagem à padroeira do nosso Brasil. Como todos os anos, a cavalgada é  idealizada pelo Sr. Moacyr Wolf e a nossa cena utilizava alguns dos cavaleiros. Assim, entre bençãos e tantas coisas mais, o filme fez  parte deste dia cheio de calor e religiosidade do nosso povo.

 No meio desta enorme confusão deliciosa, diga-se de passagem, com muitas freiras e freis “artistas”, além da figura de um bispo, Prof.  Silvio Govone,  e o povo acompanhando como figurantes, aparece um casal com um menino no colo e diz:

 - Nós queríamos que nosso filho aparecesse no filme, por favor, coloca-o na cena?

 Sentia-se a emoção do pai, como se pagasse alguma promessa misteriosa.

 - “Deixa ele entrar”. Será um grande sonho para sua mãe.

 Pedimos que tirasse o tênis do menino, pois naquela época não existia estes calçados. Acabamos colocando o menino na cena da procissão para fazer o gosto dos pais.

E eles ficaram imensamente felizes por isso. Não sabemos o que pensaram, se iria passar na televisão ou no cinema. Afinal, para eles o importante é o que o filho aparecesse num filme. Normalmente, somos muito orgulhosos dos nossos filhos e netos e os achamos únicos. Se bem que somos conscientes que não é bem assim. Todos nós buscamos oportunidade para mostrar como nossas crianças são maravilhosas  e cheias  de talento.

Os pais normalmente fazem isso sempre e vão incentivando os filhos para aparecer um pouquinho na mídia. Todos sonhamos por nossos filhos e queremos  mostrar que cada filho é uma obra de Deus. Isso nos deixa muito feliz quando podemos realizar os sonhos, como o desse casal que tanto queriam ver o filho numa cena do filme.

Na cavalgada do Sr. Moacyr, tivemos a D. Suely, Vardinho e D. Nilma  e tantos outros, recebendo centenas de pessoas para mostrar à Nossa Senhora Aparecida como seus filhos lhe amam com fervor.  Lembramos sempre que Nossa Senhora tem muitos e muitos nomes, mas é sempre a Mãe de Jesus. Mãe Aparecida é mãe de nossa gente, humilde e uma companheira do povo.

Nas Igrejas, tivemos centenas de missas celebradas por tantos e tantos padres. Lembrando ainda que mais de 400.000 fiéis passaram pela Basílica em Aparecida. Visitar a nossa mãe é um ato de fé. Nunca nos esqueçamos de visitar nossas mães terrenas. Assim a Mãe do Céu fica ainda mais feliz.

Apesar deste verão sufocante que anda fazendo em plena a primavera, nada disso diminuiu nossa alegria deste feriado. Nossa Senhora Aparecida foi exaltada pela maravilhosa comunidade do Pe. Pedroso, com tantos cantos, tantas celebrações e tanta devoção. Somente pessoas tocadas pela cegueira não compreende a importância de uma mãe celestial na vida do povo de Deus.  Foi exaltada magnificamente numa cavalgada maravilhosa. Como fieis e telespectadores foi emocionante ver crianças, jovens e adultos chegando em seus cavalos, charretes  (e carro também, claro). Todos queriam  participar deste momento de religiosidade popular em que o povo mostra realmente a sua fé e amor por Maria. A cavalgada é um espetáculo de fé e de religiosidade popular. A festa da família Wolf foi espetacular.

O dia foi terminando e ficou aquela imagem do casal pedindo para mostrar seu filho na cena de nosso filme.  O menino chorava e os pais o consolavam. Não podiam perder a cena. Lembramos de Maria e José com Jesus no colo. Lá, naquela época, eles foram até o templo mostrar o menino para os sacerdotes. No mundo atual tem que garantir a presença, então vai para a tela do cinema. Bem vindos todos aqueles que tem fé, seja na tela ou na vida real. Uma cavalgada dessas nos deixa imensamente feliz, resplandece a beleza do coração nos homens que recordam o passado e vivem no presente a mesma fé e o mesmo amor por Nossa Mãe. 

Somos todos peregrinos, somos todos cavalgantes. Caminhamos nas estradas de Maria para a casa de Jesus. E nas estradas que percorremos, socorramos os aflitos, os infelizes e os abandonados. Foi assim com Maria, com os santos e com aqueles que professam a fé com honestidade.  

 

 

 

Pe. Antônio S. Bogaz (orionita), doutor em Filosofia, Liturgia e Sacramentos e

Teologia Sistemática - Cristologia

Prof. João H. Hansen, doutor em Literatura Portuguesa e

Ciência da Religião e Pós-doutor em antropologia


"Fazer o bem sempre,

o bem a todos e o

mal nunca e a ninguém"

São Luís Orione

Mais do Orionitas no Brasil

 

Orionita Brasil nas Redes Sociais
 
 .     

Copyright © Orionitas Brasil na Web