Portal da Família ORIONITA NO BRASIL
isntitucional
Portal da Família ORIONITA NO BRASIL

COMEÇARIA TUDO OUTRA VEZ

PRATA E OURO: SÔNIA- AMARO, VILMA – JOSÉ

foto crônica - bodas - 08 out ajus

 

Foi com muita alegria que o casal Sônia e Amaro avisaram que iriam fazer bodas de prata.

– Sabe – nos contaram – quem nos casou foi o Sr. Délio, queríamos que ele estivesse presente, aliás, fomos um dos primeiros a casar com ele.

Contaram-nos como foi o casamento e o quanto são felizes. Acompanhado a história deste casal, dos inúmeros amigos que tem, sabemos, perfeitamente o quanto eles são queridos por todos.

Assim, escutávamos dizer:

– Nossa, que alegria, a Soninha (como a chamam os mais íntimos) vai fazer bodas de prata.

– Nossa, o Amaro, já avisou que vem aí os vinte e cinco anos de casamento.

Retratamos ainda a beleza do amor-devoção dos pais da Rosangela, Sr. José e Dona Vilma. Estão longe nas trilhas dos anos, mas o carinho e a reverência com a qual se falam é impressionante. Cuidam um do outro como bichinhos de estimação; falam um com o outro com voz aveludada.

Voltemos ao Amaro e a Sonia. Além de bons cristãos, eles também são ministros, o que significa mais presença, pois vão levar a comunhão para os necessitados, fazem visitas e cumprem seu dever alegremente.

Tudo isso regado a bom humor e vontade imensa de ajudar seu próximo. Convidaram as pessoas e solicitaram, que em vez de presentes, comprassem artigos de necessidade dos idosos do Abrigo e da Casa da Mãe Saúde (CCI). Percebe-se que quando as pessoas são felizes, não querem nada, apenas o bem dos outros.

E assim, aconteceu o grande dia, como se fosse a primeira vez, os noivos, queremos dizer, o casal estava feliz e diziam:

– Sim, mil vezes sim!

Refazendo seus votos de casamento, de amor, de fidelidade de companheirismo. Foi uma cerimônia muito linda, tendo os dois padres (Bogaz e Cidinho) e o presbítero Délio embelezando a parte religiosa. Sem contar com a Maria Inês e a Maria Amélia comandando a cerimônia com muito carinho pelos amigos.

Assim como a Soninha e o Amaro, muitos casais vêm fazer suas bodas de prata, de ouro, pois a vida nos dá esta felicidade de renovar o casamento sempre, com promessas e alegrias. Sabemos que a vida não é apenas isso, tem muito mais, mas se tivermos uma fé maior, os problemas que aparecerem será bem pequeno.

Todos que estiveram presente ficaram felizes pela felicidade deles. Foram momentos de puro encantamento. O casamento quando é levado a sério jamais sai de moda, renovar é continuar com o mesmo amor de sempre. Deus presente nos corações dos enamorados, dos casados, dos que tem fé. Que todos que estão fazendo aniversário de casamento se sintam abraçados nesta crônica, através de nossos amigos Soninha e Amaro.

Quando olhamos para o Sr. José e a Dona Vilma e tantos casais, ficamos contemplando a beleza da vida. Dois corações que se encontram, se unem para sempre. Vencem as dificuldades do tempo, aprendem o perdão e a beleza da partilha.

Tornam-se sacramentos vivos do amor divino pela humanidade. São testemunhos que o amor e a ternura nunca passarão. Estes casais adoráveis, como tantos casais são a certeza que o amor existe. Nós podemos ser efêmeros e durar pouco; as aventuras podem durar pouco, mas o amor é para sempre.

 

Pe. Antônio S. Bogaz (orionita), doutor em Filosofia, Liturgia e Sacramentos e

Teologia Sistemática - Cristologia

Prof. João H. Hansen, doutor em Literatura Portuguesa e

Ciência da Religião e Pós-doutor em antropologia

Envie seu comentário
Nome
Email (não será exibido no site)
Site (http://)
Mensagem

"Fazer o bem sempre,

o bem a todos e o

mal nunca e a ninguém"

São Luís Orione

Mais do Orionitas no Brasil

 

Orionita Brasil nas Redes Sociais
 
 .     

Copyright © Orionitas Brasil na Web