Portal da Família ORIONITA NO BRASIL
isntitucional
Portal da Família ORIONITA NO BRASIL

FILMAGENS - TOTINHO E LUISINHA CRIANÇAS ESPALHANDO ALEGRIA

TOTINHO E LUIZINHA

CRIANÇAS ESPALHANDO ALEGRIA

 

O que é a felicidade? Poderíamos dizer tantas coisas, mas nenhuma seria mais certeira do que dizer que a felicidade é fazer o outro feliz, principalmente se forem crianças.

Bem, é necessário começar a nossa história. Estamos fazendo um novo filme. Desta vez a História do Santo Frei Galvão, nosso primeiro santo brasileiro.  Todos conhecem sua grande obra que é o mosteiro da Luz, que reluz sempre  há quase trezentos anos em São Paulo.  É uma obra grandiosa, que abriga as Irmãs Concepcionistas. São freiras  que rezam por nós no silêncio do mosteiro. A fundadora da Congregação foi a Santa Beatriz da Silva, que foi um dos filmes que fizemos e elas nos solicitavam tanto que fizéssemos o de Frei Galvão.

Dono de uma vida exemplar, Frei Galvão  era considerado santo antes mesmo de morrer. Bem, não vamos revelar a sua vida inteira. Um dia, poderão assistir nosso filme.

Assim, há muito anos acalentávamos a vontade de levar para a tela a vida deste santo. Com a ajuda de tanta gente maravilhosa, entre duzentas e cinquenta  a trezentas pessoas, munidos de coragem e amor, esta pequenina multidão não mede esforços e horas para dedicar-se ao filme.

Começamos a filmagem na última terça feira na maravilhosa fazenda de Santa Gertrudes, onde ficamos dois dias filmando. No dia seguinte,  na Fazenda Faxina com seu Mirron; , depois em Piracicaba e agora caminhando até São Paulo para filmar in loco onde ele viveu longos anos.

A felicidade se encontra, principalmente nos pequeninos atores do filme. Ao redor do Francisco, personagem de Sérgio Guarniere,  duas das crianças nos deram muitas alegrias. O Totinho  (João Pedro) e a Luizinha (Lívia) trabalharam o dia inteiro nas filmagens, felizes e alegres. Mesmo após ter dado uma torÇãozinha no pé, Luizinha se comportou como uma verdadeira atriz e continuou sua interpretação. Totinho com sua energia de menino bem esperto, perguntava, fazia o seu papel. Estavam tão felizes no local da filmagem, que se sentiam verdadeiros atores.

Contracenando com os adultos, repetiam as cenas com muita simpatia, sem reclamação, sem estrelismo nenhum. Que bonito era vê-los interpretando dois amigos. E quando terminou as cenas dele, ficou  conosco  até o fim, para fazer companhia para sua amiga também na vida real.

As pessoas ficam tão felizes quando fazemos esta evangelização através de filmes, levando a palavra de Deus para todos os que gostam de cinema e televisão. Nossa maior alegria é encher o coração de felicidade daqueles que participam e assistem a nossos filmes.

Inclusive todos os sábados de janeiro estamos apresentando pela TV Claret, no Programa Caminhos, às 7h30, alguns dos filmes feitos. Assista-os.

Temos muitas crianças no filme, cada dia participam inúmeras delas. Ver a felicidade em seus rostinhos é ver que estamos no caminho certo. Evangelizamos nossos pequeninos que participando assim da vida dos santos, sentem-se mais próximos ainda de nossa fé.

Ao final do dia, Lívia estava com dores no seu pé direito e João Paulo cambaleava de tanto cansaço, mas revelavam grande felicidade, como quem tinha cumprido uma grande missão. Cansaço é o estado físico de quem está muito feliz e passou as horas realizando o bem. Todas as pessoas envolvidas no filme, nas várias equipes estão cansadas, mas nenhum cansaço é maior que suas alegrias. Totinho e Luizinha, personagens do filme  testemunham que devemos sempre procurar realizar coisas que edificam. Tantas vezes perdemos tempo em banalidades na televisão, nos botecos e em divagações temporais e perdemos  a embarcação dos grandes sonhos.

Haveremos de assistir um dia o filme Frei Galvão, Bandeirante de Cristo. Mas  antes disso, teremos a certeza de termos dedicado nossas horas a um projeto de evangelização, para edificar o espírito de nossos  irmãos.  Atores adultos e mirins e as equipes de trabalho (figurino, logística, cenários, maquiagem, diretores de elenco e imagens) guardarão na memória a beleza destes dias.

Continuamos evangelizando. Quando tantos perdem tempo em futilidades, fogem de compromissos ou não mexem um dedinho se não for por dinheiro, emoldure a sua vida com atitudes de verdadeiros cristãos, que na gratuidade realizam pequenas coisas, que no mutirão da vida tornam-se obras maravilhosas. 

 

Pe. Antônio S. Bogaz (orionita), doutor em Filosofia, Liturgia e Sacramentos e

Teologia Sistemática - Cristologia

Prof. João H. Hansen, doutor em Literatura Portuguesa e

Ciência da Religião e Pós-doutor em antropologia

Envie seu comentário
Nome
Email (não será exibido no site)
Site (http://)
Mensagem

"Fazer o bem sempre,

o bem a todos e o

mal nunca e a ninguém"

São Luís Orione

Mais do Orionitas no Brasil

 

Orionita Brasil nas Redes Sociais
 
 .     

Copyright © Orionitas Brasil na Web