Portal da Família ORIONITA NO BRASIL
isntitucional
Portal da Família ORIONITA NO BRASIL

ANO JUBILAR OURO BRANCO

             

 

Quando os religiosos orionitas chegaram à Ouro Branco? 

A história da Congregação da Pequena Obra da Divina Providência com a “vila” de Ouro Branco tem seu início com a chegada dos primeiros religiosos orionitas no ano de 1948, com uma missão específica: iniciar um trabalho social – Patronato Agrícola, que serviria para a formação educacional e profissional dos jovens; e assumir pastoralmente a Paróquia Santo Antônio.  Dom Helvécio, arcebispo de Mariana, acolhe os religiosos de Dom Orione em Ouro Branco e dá posse ao primeiro pároco orionita desta paróquia de Santo Antônio, o Pe. Reno Malfati.  Cronologicamente a presença dos religiosos orionitas em Ouro Branco acontece pela assunção do Patronato Agricola – 31 de julho de 1948 e logo em seguida a responsabilidade paroquial – 22 de outubro de 1948.   O contexto da chegada dos filhos de São Luis Orione em Ouro Branco, mesmo que cronologicamente insignificante, aponta para o mai específico da missão orionita: através das obras de caridade, evangelizar, educar e promover os excluídos e fragilizados da comunidade. Através da ação de bem a todos, vencer o mal que descarta e mata.  

 

Porque celebrar o Ano Jubilar Orionita na Paróquia de Santo Antônio de Ouro Branco?

Queremos, nesses setenta anos:

• Relembrar do passado, reconhecendo nele os dons de Deus – por exemplo: os santos que aqui viveram, quer reconhecido pela Igreja, quer não;

• Tomar consciência do presente e renovar nossa entrega ao Senhor;

• Cultivar a esperança no futuro, preparando‐o com novas formas de evangelização e novas práticas pastorais e sociais. 

 

Que frutos se espera da celebração do Ano Jubilar Orionita?

Além da multiplicação de ações de graça e atos de louvor à Santíssima Trindade pelas graças recebidas, desde a chegada dos primeiros religiosos orionitas nesta terra de Ouro Branco, espera‐se que a celebração do Ano Jubilar nos ajude a ouvir, com renovada abertura de coração, a advertência do Senhor: “Teme a Deus. Pois eu, o Senhor, sou vosso Deus. Cumpri minhas leis e observai meus decretos. Ponde‐os em prática e vivereis seguros na terra” (Lv 25, 17‐18). Seguindo os passos de São Luis Orione e continuando a sua missão de “renovar todas as coisas em Cristo” (Ef 2,4). 

 

Qual é o lema do Ano Jubilar Orionita?

O lema são as palavras de São Paulo, retiradas do hino Cristológico, à comunidade de Efésios, que lemos: “Renovar todas as coisas em Cristo” (Ef 2,4). 

 

O que diz a Oração do Ano Jubilar Orionita?

A primeira parte da oração diz assim: “Pai de bondade, por um desígnio da vossa Providência, há 70 anos a Paróquia “Santo Antônio” de Ouro Branco foi entregue aos cuidados dos religiosos orionitas e, desde então, é iluminada pelos raios fulgurantes do carisma e da espiritualidade de São Luis Orione, o Santo da Caridade. Nós vos bendizemos pela doação de vida dos missionários que evangelizaram os pequenos, os pobres, o povo, concedendo-lhes sempre o divino bálsamo da fé”. Ela reconhece a ação providente de Deus no envio dos religiosos orionitas à cidade de Ouro Branco, ao mesmo tempo em que louva ao Pai pelos frutos da ação evangelizadora proporcionado pelo carisma e espiritualidade de São Luis Orione, o Santo da Caridade. 

 

Qual o significado da logomarca do Ano Jubilar Orionita?

 A logomarca tem por finalidade identificar todo material preparado para as celebrações. Além do número setenta, parte central da logomarca, que identifica a presença dos religiosos orionitas na cidade de Ouro Branco, também encontramos a imagem, em primeiro plano, de São Luis Orione e em segundo plano da Igreja histórica de São Antônio – a Matriz de Ouro Branco.  A meta missionária dos filhos de São Luis Orione é a perfeição da evangelização através das obras de caridade, simbolizado pelo número sete, que nestas terras ouro branquenses, tem seu início com o Patronato Agrícola e sequência na Paróquia Santo Antônio. O propósito é o de continuar “Renovando todas as coisas em Cristo”, dado que, hoje, somos continuadores de um projeto de evangelização que fará setenta anos de história. C

onvictos que a plenitude do Reino de Deus, simbolizado pelo número zero, passa pelo testemunho de São Luis Orione e pela ação da igreja terrestre, mas encontra o seu fim em Cristo, o renovador de todas as coisas. 

 

Que conseqüências deverão ter as celebrações e atividades  do Ano Jubilar Orionita?

Queremos que a celebração do Ano Jubilar Orionita tenha como conseqüências aquelas desejadas pelo Senhor, ao instituir as celebrações jubilares (Lv 25): recordar permanentemente que Deus é o Senhor de tudo; que os bens deste mundo são para todos, e não apenas para alguns/ que é preciso converter‐nos, para viver em plenitude o plano de Deus/ e que Lhe manifestamos nossa gratidão vivendo e agindo de acordo com os ensinamentos de Paulo: “‘Renovando’ todas as coisas em Cristo” (Ef 2,4)). Enfim, a celebração do Ano Jubilar Orionita deverá promover uma grande missão evangelizadora, na linha do que é proposto no Documento de Aparecida, no Plano Arquidiocesano de Evangelização – PAE/Mariana, e no Projeto Congregacional de revitalização das obras de caridade.

Envie seu comentário
Nome
Email (não será exibido no site)
Site (http://)
Mensagem

"Fazer o bem sempre,

o bem a todos e o

mal nunca e a ninguém"

São Luís Orione

Mais do Orionitas no Brasil

 

Orionita Brasil nas Redes Sociais
 
 .     

Copyright © Orionitas Brasil na Web